Futebol

Vasco foi enredo da Unidos da Tijuca em 1998; conheça a história | NETVASCO

Vasco foi enredo da Unidos da Tijuca em 1998; conheça a história Segunda-feira, 12/02/2024 – 00:23 Com o carnaval tomando as ruas do Rio de Janeiro, o ge recorda o ano em que o Vasco foi enredo de escola de samba na Sapucaí. Aconteceu em 1998, ano do seu centenário, quando o clube foi homenageado pela Unidos da Tijuca. O desfile da escola no Grupo Especial em 1998, preparado pelo carnavalesco Oswaldo Jardim, teve como enredo “De Gama a Vasco, A epopeia da Tijuca”. A ideia era mostrar como seria o Almirante Vasco da Gama contando sua própria biografia e, quatro séculos mais tarde, o seu “renascimento” na forma de um clube de futebol. – O G.R.E.S. Unidos da Tijuca muito honrosamente decidiu abordar como tema para o Carnaval de 1998 A Epopéia de Vasco da Gama, uma vez que em 98 se comemora os 500 anos da viagem deste Almirante as Índias, e os 100 anos do Clube de Regatas do Vasco da Gama do qual ele é o patrono – explicou a escola na ocasião. Porém, o resultado para a escola não foi positivo. A Unidos da Tijuca acabou rebaixada naquele ano e retornou ao Grupo Especial do carnaval carioca dois anos depois, em 2000. O grande legado do desfile foi o samba-enredo, assinado por Adalto Magalha, Serginho do Porto, Márcio Paiva e Adilson Gavião, que caiu no gosto da torcida. Até hoje é cantado por vascaínos em dias de jogo em São Januário. Muitos jogadores e ex-atletas do Vasco desfilaram na avenida. Roberto Dinamite, maior ídolo do clube, sambou ao lado de Edmundo, que na época havia sido vendido para a Fiorentina, da Itália. O técnico Antonio Lopes desfilou no mesmo carro. Um dos carros alegóricos levou os troféus conquistados pelo clube em 100 anos de história. Todo a preparação da escola foi acompanhada de perto pelo então vice-presidente do clube Eurico Miranda, que após o resultado criticou a escolha: – É um esquema absolutamente corrompido. Se eu fosse dirigente de carnaval, não iam fazer o que fizeram. Foi o voto da dor de cotovelo que cometeu essa injustiça com a Unidos da Tijuca. O voto de quem ainda não engoliu a conquista do Campeonato Brasileiro do ano passado. O Vasco fez a festa para os seus 30 milhões de torcedores – declarou o dirigente ao Jornal do Brasil. Relembre o samba-enredo: Através da mão divina (amor) Naveguei, naveguei O meu sonho de menino Quis assim o meu destino Portugal e toda a Europa encantei Naveguei E novos povos encontrei Por tempestades e lendas eu passei Para um almirante a coragem é a lei Por tantos mares viajei Na Índia, eu então cheguei Veio o progresso nessa aventura Descobertas e culturas É nessa onda que eu vou O povo vai recordar Vem com a Unidos da Tijuca festejar Rio de Janeiro brasileiro meu irmão Sou Vasco da Gama tantas vezes campeão Quando entra no gramado me alucina Esse clube da colina, centenário de paixão Estrela no céu a brilhar Que faz essa galera delirar Vamos vibrar meu povão (é gol, é gol) A rede vai balançar, vai balançar Sou Vasco da Gama, meu bem Campeão de terra e mar Dinamite e Edmundo em desfile da Unidos da Tijuca, que homenageou o Vasco em 1998 — Foto: Reprodução Fonte: ge

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *