Futebol

Vegetti: ‘Fico feliz que tive êxito desde a minha chegada e espero manter isso para a próxima temporada’ | NETVASCO

Vegetti: ‘Fico feliz que tive êxito desde a minha chegada e espero manter isso para a próxima temporada’ Quarta-feira, 13/12/2023 – 13:46 Se tem um jogador que pode simbolizar bem a arrancada do Vasco para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, este é Pablo Vegetti. Aos 35 anos, o atacante chegou do modesto Belgrano-ARG para se tornar artilheiro da equipe e ajudar diretamente na permanência. Vegetti foi o artilheiro do Vasco no Campeonato Brasileiro com dez gols – Foto: Leandro Amorim/Vasco Se tem um jogador que pode simbolizar bem a arrancada do Vasco para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, este é Pablo Vegetti. Aos 35 anos, o atacante chegou do modesto Belgrano-ARG para se tornar artilheiro da equipe e ajudar diretamente na permanência. “Sempre trabalho duro para colher frutos dentro de campo. Iniciar muito bem em uma nova casa é vital para te dar confiança. A torcida do Vasco é apaixonada e te abraça em todos os momentos, sobretudo os de dificuldade. Então acho que era um casamento destinado a dar certo. Fico feliz que tive êxito desde a minha chegada e espero manter isso para a próxima temporada”, celebrou em entrevista exclusiva à Itatiaia. Com 21 jogos no Vasco e abraçado pela torcida, Vegetti já se sente em casa no Rio de Janeiro. No clube desde junho, o jogador abriu o coração ao falar do carinho recebido desde sua chegada à São Januário. “Felizmente fui bem recebido e consegui me adaptar facilmente. E isso me ajudou bastante dentro de campo, sobretudo por ter marcado logo no jogo de estreia. Essa torcida abraça demais. Foi fundamental”, celebrou, contando como foi fácil se adaptar: “Cheguei com a temporada do Vasco em andamento e o time em situação crítica na tabela. Nesse cenário você não tem uma possibilidade de longo prazo para ir se acostumando à rotina de uma maneira geral. Me ajudou o fato do calendário na Argentina ser igual ao do Brasil. Então tinha ritmo de jogo, mas precisava adquirir o entrosamento com os meus novos companheiros”, completou. Fator Ramón Díaz Se tem algo que também foi determinante para a arrancada do Vasco é o técnico Ramón Díaz. O argentino assumiu o clube com nove pontos apenas e encerrou a participação com 45 pontos. Ou seja, com ele foram 36 pontos conquistados. O Pirata é mais um que é grato ao trabalho de toda a comissão técnica que uniu o grupo para acreditar que era possível. “O trabalho do Ramon, Emiliano, enfim, de toda a comissão técnica foi vital para a recuperação no campeonato. Desde que cheguei, um pouco depois deles, senti que eles aceitavam o desafio e acreditavam no elenco. Com muito trabalho, união e superando obstáculos a cada rodada, chegamos ao objetivo que era o Vasco permanecer na Série A. É uma conquista de todos os profissionais e, sem dúvidas, com uma parcela importante da nossa comissão técnica”, contou. ‘Não tive dúvidas em escolher o Vasco’ Mesmo aos 35 anos, Vegetti foi cobiçado no mercado de transferências no meio da temporada. Afinal, mesmo atuando no Belgrano, o Pirata foi o artilheiro do Argentino com 13 gols, ao lado de Michael Santos, do Talleres-ARG. Porém, ao saber do Vasco, o camisa 99 não titubeou. “Foi uma negociação rápida. Quando chegou a proposta do Vasco não tive dúvidas. Sempre quis atuar fora de meu país e o Brasil é um grande centro. O Vasco é um grande clube, conhecido mundialmente. Então quando as partes se acertaram fiquei muito satisfeito e, agora, tenho a certeza que foi uma escolha feliz e certeira”, contou. Inicialmente, Vegetti foi contratado por empréstimo até o final do ano, com obrigação de compra, já exercida pelo Cruz-Maltino. O contrato do argentino com o clube carioca é até o final de 2025. O valor foi de R$ 5,4 milhões. Confira outros trechos da entrevista exclusiva com Vegetti Este foi seu ano mais artilheiro da carreira, qual a diferença do Vegetti de antigamente para o atual? A experiência te traz a maturidade dentro de campo. Saber o momento certo de finalizar, onde se posicionar, o momento de dar um gás a mais. Acredito que essa vivência e o foco que sempre tive ao longo da minha carreira são essenciais para que eu tenha sempre uma temporada melhor que a outra. Esse é meu desafio em 2024 no Vasco: ter um desempenho, em uma temporada cheia, ainda melhor do que os meses em que atuei neste ano. Que Vegetti e que Vasco podemos esperar em 2024? Acredito que o Vasco aprendeu com 2023. Foi um ano duro, de retomada. Mas o Vasco é um clube, como o Ramon disse na sua coletiva, que tem novamente que pensar como Vasco. Claro que não é de uma hora para outra que vamos brigar por todos os títulos. Mas tenho certeza que vai ser uma temporada muito mais proveitosa para o clube e sua torcida. Individualmente falando espero ter um ano novamente regular e de muitos gols. Afinal, sou o centroavante e minha principal função é fazer gols. No momento quero desfrutar das férias e descansar. Só depois vou pensar em 2024. Fonte: Itatiaia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *