O mais engraçado sobre os programas de televisão brasileiros

maxresdefault

Sendo a classificação e avaliação sempre algo subjetivo e sujeito a discussão, poderá parecer difícil escolher o que há de mais engraçado sobre os programas de televisão brasileiros. Os programas de comédia abundam e a sua qualidade e níveis humorístico e social são tremendos. Os brasileiros em geral, e os profissionais que fazem da comédia a sua arte em particular, são exímios em rir de si mesmos e em descobrir, mesmo nos momentos mais difíceis o sentido de humor que lhes é tão característico.

Temos assim programas de comédia que brincam com o dia a dia, com as vivências diárias dos brasileiros e todas as complicações por que passam. O exagero e a caricatura são frequentemente utilizados com mestria e é difícil ficar imune ao humor que toca na realidade de cada um.

Por outro lado temos a comédia mais “séria” que vai brincar com as personalidades famosas, com a política e os políticos e com os escândalos do momento. Este tipo é muito utilizado em programas de formato talk show, em que o apresentador é capaz de falar dos assuntos que fazem manchete na altura envolvendo-os com humor, o que torna uma discussão séria em algo menos maçudo de ouvir; e o humor é tremendamente eficaz para ajudar o público a reter uma mensagem.

Numa vertente totalmente diferente mas que não poderíamos deixar de mencionar, temos as situações muitas vezes hilariantes que nos chegam através de programas que em princípio não teriam nada do que nos rirmos. Desde a emoção levada ao rubro dos locutores ao relatar um jogo de futebol e as expressões cômicas por eles utilizadas, até a alguns apresentadores que com a sua obsessão ou fanatismo parecem uma figura caricaturada. E depois temos sempre o povo. Em entrevistas de rua, a chamada “vox pop”, entre inocência e pensamento rápido, faz surgir muitas vezes situações muito engraçadas.

O brasileiro sabe rir de si próprio e esta é uma fantástica característica para um povo ter.