Notícias brasileiras na televisão

O mundo não para e a televisão também não. As notícias sucedem-se e o público está sempre buscando mais detalhes, mais notícias, novas histórias, mais informação sobre as antigas, mais, sempre mais.

E se as notícias do mundo interessam aos brasileiros, as do seu próprio país interessam muito mais. Quando não há notícias, os repórteres vão à procura delas até as encontrarem. Isto leva muitas vezes a que a televisão chegue onde mais ninguém vai. O jornalismo sensacionalista alimenta frequentemente os noticiários dos canais de televisão brasileiros o que faz subir as audiências e chama público, mas também diminui em muito a credibilidade e a qualidade dos programas. Isto sucede devido ao fato de os repórteres, muitas vezes, explorarem a vulnerabilidade da população mais desfavorecida e de quem sofre.

Mas as notícias nos canais de televisão brasileiros são muito mais do que jornalismo espetáculo. Existem canais especializados em passar notícias nacionais e internacionais e outros mesmo de teor mais regional ou local, apostando num noticiário virado para os interesses mais imediatos do setor da população que assiste.

A grelha de programação da maioria dos canais inclui várias rubricas de notícias, que seguem uma sequência muito semelhante em todas as emissoras. Enquanto as grandes redes como a Rede Globo ou a Rede Bandeirantes têm noticiários mais abrangentes que cobrem as notícias do Brasil mas também as do mundo, e sem necessidade de recorrer sempre ao jornalismo sensacionalista, as estações mais pequenas por vezes nem mencionam notícias internacionais, recorrendo ao que se passa no país, aprofundando mais as grandes notícias e depois apostando em temas que atraem a curiosidade e a atenção dos espetadores, que criam paixões, emoções fortes. Na sociedade brasileira atual, as fofocas, o futebol e o crime ocupam um espaço muito alargado da grelha dos noticiários televisivos. Refletem, de certa forma, os interesses de uma camada considerável do público brasileiro.